sábado, 5 de novembro de 2011

Parabéns a você: Seeler, Menotti, Leandro Castán...

E quem assopra velinhas hoje são eles:


Uwe Seeler: ex-atacante alemão, completa 75 anos. Participou de quatro Copas do Mundo pela seleção alemã (de 1958 a 1970) e foi vice-campeão na edição de 1966 – a Alemanha foi derrotada pela anfitriã Inglaterra por 4 a 2, em Wembley, num jogo que causa polêmica até hoje por conta de decisões equivocadas da arbitragem.

Alguns dados sobre sua trajetória na seleção alemã merecem destaque: apesar de nunca ter vencido uma Copa do Mundo, foi o primeiro jogador a atingir a marca 20 partidas disputadas no torneio (foram 21 no total), o primeiro a marcar gols em quatro edições diferentes e, por último (o único recorde que detém até hoje), foi o jogador que marcou pelo menos dois gols em ca
da Copa do Mundo que disputou.

Quanto a clubes,
Seeler defendeu somente as cores do Hamburgo, atuando em 476 partidas e marcando 404 gols.


Menotti em 1978
Fonte: fifa.com
César Luis Menotti: ex-atacante e atual treinador argentino, completa 73 anos. Teve muito mais destaque em sua trajetória como técnico do que como jogador, indiscutivelmente por ter levado a seleção da Argentina ao seu primeiro título mundial, em 1978.

Ao assumir o comando da seleção argentina - no segundo semestre de 1974 - viu-se diante de um enorme desafio: montar um time competitivo para disputar, em casa, a próxima Copa do Mundo e vencer a competição (até então a Argentina não tinha nenhuma conquista, ao contrário do maior rival, o Brasil, que já detinha três).

E mesmo contrariando a opinião pública e da imprensa (que alegava que o técnico dava preferência a jogadores de qualidade inferior) e cortando da lista final um jogador promissor (um tal de Diego Armando Maradona, que na época tinha 17 anos), Menotti se saiu muito bem ao final da sua missão: conquistou o inédito título, derrotando na final a Holanda por 3 a 1, e revelando ao mundo a maestria do principal jogador do seu time, Mario Kempes – que foi artilheiro desta edição da Copa, com seis gols marcados.


A título de curiosidade: enquanto era jogador, Menotti jogou no Santos de Pelé e Cia, em 1968, e no Juventus da Mooca (!!!) um ano depois.



Jean-Pierre Papin: ex-atacante francês, foi eleito o Futebolista Europeu do Ano, em 1991. Teve maior destaque atuando pelo Olympique de Marselha - clube que defendeu as cores de 1986 a 1991. Também jogou pelo Milan, Bayern de Munique, Bordeaux, Guingamp e outros clubes menores da França, encerrando a carreira em 2004.

Papin representou a seleção francesa em 54 jogos, e marcou 30 gols. Participou da Copa do Mundo de 1986 no México (onde os Bleus obtiveram um terceiro lugar), e da Eurocopa de 1992, disputada na Suécia. Fez sua última partida pela França em 1995.

Já quanto a clubes, após enorme sucesso no Olympique de Marselha, foi transferido para o Milan, pela quantia recorde de dez milhões de libras. Não repetiu no clube rossonero as boas atuações que teve anteriormente, com uma passagem marcada por lesões e problemas de adaptação. Mesmo assim, fez parte do elenco campeão da Champions League de 1994, que derrotou o Barcelona na final.

Aventurou-se como técnico, mas sem muito sucesso. Passou pelo Strasbourg, Lens e Chateauroux, todos da França. A conquista de maior relevância foi a promoção para a Primeira Divisão Francesa com o Strasbourg, na temporada 2006/07.



Christoph Metzelder: zagueiro alemão, faz 31 anos. Passou pelo Borussia Dortmund, Real Madrid e Schalke 04 - onde atua desde o ano passado.

Já atuou 47 vezes pela seleção alemã, e participou das Copas de 2002 e 2006. Em 2002, surgiu como uma grata revelação da linha de zaga alemã, e teve boa participação na campanha do vice-campeonato, sendo os germânicos derrotados na final pelo Brasil de Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Cia.

Sua carreira vem sendo marcada pelos constantes problemas com lesões. Quando transferiu-se para o Real Madrid em 2007, sofreu uma cirurgia no pé que o afastou do time por dois meses. Na volta aos gramados, não obteve uma regularidade adequada, e deixou o time merengue no final do seu contrato, em 2010.

Desde que chegou ao Schalke 04 vem sendo titular absoluto. Contudo, não é chamado para compor a seleção alemã desde 2008, apesar da ótima forma que demonstra em seu clube.



Leandro Castán: zagueiro que atua no Corinthians, faz 25 anos.

Começou a carreira no Atlético Mineiro em 2005. Com passagens por Grêmio Barueri e Helsingborgs, da Suécia, joga no Corinthians desde o começo de 2010. E vem dando conta do recado: firma-se na zaga titular a cada jogo, inclusive fazendo gols – o último foi na vitória do Corinthians sobre o Atlético Goianiense por 3 a 0, no dia 9 de outubro.

O jogador recentemente foi protagonista de uma história, no mínimo, curiosa: no dia 30 de maio deste ano Castán acertou – acidentalmente, segundo ele - um tiro de espingarda de pressão num amigo, enquanto estava numa confraternização familiar na chácara da família perto de Jaú, interior de São Paulo. A vítima chegou a ficar numa UTI, e o caso foi levado à polícia. Mas após o incidente as partes envolvidas entraram num acordo, e o problema foi solucionado.


Leandro Castán (à esquerda) demonstra sua artilharia - desta vez em campo - contra o Atlético-GO
Fonte: Miguel Schincariol/Globoesporte.com

Outros aniversariantes do dia que merecem destaque: Abedi Pelé (ex-jogador ganês, 47 anos), Oleg Blokhin (um dos melhores atacantes da extinta União Soviética, 59 anos), David Suazo (atacante hondurenho, 32 anos) e Miladin ‘Dado’ Prso (ex-jogador croata, 37 anos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...