quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Análise Do Jogo: Manchester City 0 x 1 Liverpool

Manchester City e Liverpool se enfrentaram ontem em jogo válido pelas semifinais da Copa Da Inglaterra. A primeira partida do mata-mata ocorreu na cidade de Manchester, no Etihad Stadium.
As duas equipes vieram a campo muito prejudicadas por estarem desfalcadas de seus melhores jogadores, o que influenciou diretamente na qualidade do espetáculo.
O City jogou sem quatro titulares: Kompany (suspenso), Silva (machucado) e os irmãos Toure (convocados pela seleção Marfinense). Dos quatro desfalques, pode se dizer que três são importantíssimos. Silva e Toure, os dois melhores jogadores do time, e Kompany, capitão e um dos melhores zagueiros atuando na Inglaterra hoje. O Liverpool não contou com seu melhor jogador na temporada, Luis Suarez (suspenso) e Lucas (machucado).
O jogo começou com o time do Liverpool atacando e exigindo muito do goleiro Joe Hart. Primeiro Carroll saiu na cara do gol, mas Hart fechou bem o ângulo. Após esse lance Hart fez outras duas grandes defesas num intervalo de dez minutos. Primeiro num chute de fora da área de Gerrard, que o goleiro inglês foi buscar no cantinho, e depois num chute de Downing, que desviou no meio do caminho e exigiu reflexo.
O Liverpool era só pressão, e após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Agger, que foi derrubado por Savic. Pênalti convertido por Gerrard. Após o gol os Reds praticamente abdicaram do ataque. O que se viu a seguir foi um jogo de ataque contra defesa. Porem, com um ataque debilitado e pouco inspirado o Manchester pouco assustou. Para piorar a situação, Balotelli, único jogador que tentava criar algo em campo para os cityzens, se machucou e foi substituído por Nasri aos 39 minutos. O primeiro tempo acabou um a zero para o Liverpool.
No segundo tempo o panorama do jogo era o mesmo do final do primeiro tempo. Manchester City atacando e Liverpool se defendendo como podia, com todos os jogadores atrás da linha da bola. A única forma que o City encontrava para chegar perto do gol de Reina era nas bolas paradas, e mesmo assim nenhuma chance concreta foi criada. Kolarov e Dzeko entraram no decorrer da partida, mas nada fizeram de útil. Enquanto isso do outro lado, o técnico Kenny Dalglish trocava atacantes por defensores. Trocou Downing por Enrique e Bellamy por Carragher.
A super-retranca deu certo, e o jogo acabou um a zero para o Liverpool. O time vermelho leva uma boa vantagem para casa e volta o foco para a Barclays Premier, enquanto no lado azul de Manchester o sinal amarelo está ligado. Após passar o ano de 2011 invicto em casa, o City amargou sua segunda derrota seguida no Etihad em 2012. O jogo de volta ocorrerá no dia 25 deste mês.
Loading...