sábado, 5 de novembro de 2011

Homenageado do dia: Sir Alex Ferguson

Neste domingo, dia 26, o técnico do Manchester United, Sir Alex Ferguson, completa 25 anos à frente do clube. E para comemorar o Jubileu de Prata do técnico escocês, o “De Cobertura” preparou um post especial sobre o lendário manager.

Alex Ferguson nos tempos de Rangers
Fonte: dailymail.co.uk
Alexander Chapman Ferguson nasceu na capital da Escócia, Glasgow, em 31 de dezembro de 1941. Surgiu como atacante no futebol amador do país, primeiramente jogando pelo Queen’s Park e depois pelo St. Johnstone. Após uma partida pelo St. Johnstone contra o tradicional clube do Glasgow Rangers, em que marcou 3 gols, Ferguson fechou seu primeiro contrato profissional com o Dunfermline Athletic, time que disputava a primeira divisão escocesa e o observava na partida. Na temporada 65/66, após um ano e meio defendendo o preto e branco do Dunfermline, Alex Ferguson chamou atenção ao se tornar artilheiro do campeonato escocês, empatado com Joe McBride do campeão Celtic, com 31 gols. Passada essa etapa da carreira, Fergie foi contratado pelo Glasgow Rangers, em 1967. Ficou no clube até 1969, e sem atingir o desempenho esperado, se transferiu para o Falkirk, apesar do interesse do Nottingham Forest, da Inglaterra. Permaneceu no clube azul marinho até 1973, quando se transferiu para o Ayr United, já em final de carreira. Durou um ano no clube e se aposentou em 1974, aos 32 anos.

Ferguson comemorando título com os jogadores do Aberdeen
Fonte: dailyrecord.co.uk
Logo tornou-se técnico do East Stirlingshire, time da segunda divisão escocesa, à época. Seu primeiro trabalho foi curto, porém já mostrou um seu perfil disciplinador. Quatro meses depois, ele assinou com o St Mirren, que apesar de estar em situação pior do que o East Stirlingshire, era um clube conhecido na Escócia. Ferguson dirigiu por quatro anos o St. Mirren, conseguindo levar o time à primeira divisão, em 1978, até brigar com o presidente e se tranferir ao Aberdeen, no mesmo ano. Dirigiu o clube por oito anos, conquistando oito títulos nacionais e dois internacionais, sendo três Campeonatos Escoceses, quatro Copas da Escócia, uma Copa da Liga, uma Recopa Européia e uma Supercopa da Europa.

Graças a esse bom trabalho, e por conta do falecimento do então técnico Jock Stein, Ferguson foi chamado para dirigir a seleção escocesa na partida de play-off - hoje chamada de repescagem - para a Copa de 1986, contra a Austrália. Ele prontamente atendeu ao pedido, e ao passar pela Austrália foi automaticamente efetivado como o técnico da Escócia na Copa. A seleção escocesa não conseguiu vencer sequer uma partida durante a Copa, terminando como a 19ª colocada. Alex Ferguson, com isso, perdeu o posto. Ao verem o técnico 'desempregado', grandes times ingleses fizeram propostas a ele. O primeiro foi o Tottenham, em seguida o Arsenal, ambos rejeitados por Fergie. Mas o que era mais especulado, era sua provável ida para o Manchester United, para substituir o então técnico Ron Atkinson, que passava por uma má fase no Campeonato Inglês. Foi preciso esperar até o dia 6 de novembro de 1986 para Atkinson ser demitido, e então Alex Ferguson começou sua grande história nos Reds.

Ferguson: figura de um verdadeiro técnico vencedor
Fonte: newspage.co

Durante toda a sua carreira como técnico do Manchester United, Ferguson somou diversos recordes. Conquistou 12 Campeonatos Ingleses, cinco Copas da Inglaterra, três Copas da Liga Inglesa, sete Supercopas da Inglaterra, duas Champions League, uma Recopa Européia, uma Supercopa da Europa, uma Taça Intercontinental e um Mundial de Clubes da FIFA. Revelou jogadores como Ryan Giggs, David Beckham, Paul Scholes, Gary Neville, Phil Neville, Nicky Butt, que tiveram grande importância para o clube e para suas respectivas seleções. 


Como homenagem à sua carreira, assista ao vídeo abaixo, a vitória sobre o Bayern de Munique na final da Champions League de 1999.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...